14/03/2015

Contingências de ser mulher e de a PDI ser um facto

Depois do Pilates, aula de Cardio. Pilates é bom, mas é lento, e eu preciso de mais velocidade, ritmo, de queimar energias e de dançar. 
Chamam Cardio àquelas aulas, quando, na realidade, são aulas de Localizada intensiva. Acompanham-me, maioritariamente, mulheres com idade para serem minhas filhas. 
Pumba-pumba-pumba, passo-toca-passo-toca-step-step-direita-galope-esquerda-galope, acompanho, não me engano na coreografia, por mais passos que vão sendo acrescentados. Muitos anos de dança e exercício físico, se mais nada me trouxeram, em termos de preparação física, pelo menos alguma coordenação, trouxeram, com certeza. Mas os últimos dez minutos são um calvário, que percorro a duras penas. Mesmo o arrefecimento, o abrandamento do ritmo, é tão penoso que só me apetece atirar para o chão a espernear e a fazer uma birra, daquelas de bater com os punhos e os pés, a gritar Nãããããooooo, quero a minha mãe!
Dali saio com a sensação de aquelas gajas todas terem idade para serem minhas netas.

Depois, o duche. Eu tomo sempre duche no chuveiro destinado às deficientes.
Parêntesis para explicar uma coisa: nunca, nem nos parques de centro comercial, estaciono nos lugares para deficientes. Não vou explicar os meus motivos, porque são tão óbvios que não me apetece, sendo a possibilidade de ser multada, talvez, o último deles.
Mas o chuveiro para deficientes, raramente utilizado nos ginásios, existe por obrigação legal. Sabendo isso, e também que não estou a impedir o acesso a alguém com mobilidade reduzida, é lá que me meto: é maior, está sempre limpo e seco, e o duche é dirigível. Para além disso, a temperatura da água é regulável por duas torneiras.
Assim como eu, outras mulheres o usam, pelo que, ao sábado, é vulgar ele estar ocupado. Hoje estava. Então, usei um dos outros.
Nem sei como não fiquei toda porca. Toda Porca.
Meti-me num cubículo do tamanho das antigas cabines telefónicas. Duche fixo, lá ao alto. Botão único, que roda, caso queiramos regular a temperatura. 
Primeira dificuldade: é preciso comer um bife antes, para se ter força para empurrar a porra do botão.
Segunda anormalidade: o primeiro jacto é de água fria, e não há espaço para a fuga, a não ser espalmando as nalgas na porta. Lá está, achei higiénico da minha parte.
Terceiro problemazinho: aquele duche, em particular, não tinha gel de banho. Nem sequer dispensador. Sim, eu não levo. (Quero lá saber com o que é que me lavo, esta pele de bebé gosta de tudo). Equacionei lavar-me sem espuma, só água. Foi o meu terceiro ou quarto pensamento porco do dia, mas passou logo. 
Saí daquele duche e meti-me noutro, com dispensador de gel de banho.
Quarta porra: outra vez a cena da água fria. As minhas nalgas hoje espalmaram-se contra duas portas de balneário. 
Quinta merda: tomar banho com duche fixo é assim coisa boa para gajos. Nós, femedo, não temos anatomia que nos valha numa hora daquelas. Ora raciocinai comigo: só lavar as partes pudendas é um verdadeiro desafio, não já ao equilíbrio, mas à estratégia e à logística. Nós não possuímos connosco qualquer coisa que se possa apresentar ao duche, em todo o seu fulgor, a menos que façamos um ridículo arco frontal, mas, ainda assim, correndo o risco de deixar nossas perseguidas cheias do gel, logo, de comichos. 
E, se temos a veleidade de querer lavar o cabelo no duche, hã? Ali, o champôzinho todo a escorrer na mesma direcção, os rios correm para o mar, onde desaguam, ai, ai, ai, que desaguação tão chata, arre égua, que os arquitectos dos balneários são todos homens, que os legisladores são todos homens, champô lá, onde desaguam as mulheres, não é uma boa ideia, que não é.
No entanto, lavei-me.
Sou uma valente.

25 comentários:

  1. Não percebo porquê, amori! Deixa crescer a matinha na foz e vais ver que o champô sempre tem utilidade. O champô, o condicionador, a máscara, tudo! .... vais ficar com uma invejável e sedosa matinha! :D :D :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai que lindo. Vai na volta e ainda lhe aplico umas nuances :P
      A dificuldade está em tirar o champô, não na utilidade dele. Mas ó: fiz o arco frontal, depois de cúbito, e fiquei a brilhar, tá? :D

      Eliminar
  2. Conselho único, tipo parágrafo: não te laves.

    ResponderEliminar
  3. Essas nalgas hoje devem ter ficado ainda mais rijas!!! :-P Batem as das "gaijas" mais novas!!!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficaram. Só aquelas duas vezes que bateram na porta, valeram por 50 minutos de body pump :P

      Beijos

      Eliminar
    2. Então que bela nalga!!! :-P

      Beijos!!!

      Eliminar
    3. Ficava-me mais barato ficar em casa, a atirá-las contra as portas :P

      Beijos

      Eliminar
    4. O barato às vezes sai caro. O importante é o resultado da "nalga""" :-P

      Beijos

      Eliminar
    5. Sim, ainda arrombo alguma porta :P
      E não, o importante é o resultado NA nalga :P

      Beijos

      Eliminar
    6. :-) Mas eu quase que aposto que na nalga o resultado é positivo!!!

      Beijos

      Eliminar
    7. Posso ter descoberto um nicho de mercado. Vou oferecer-me para as Chaves do Areeiro, secção arrombamentos :D

      Beijos

      Eliminar
    8. Lembra-me para fazer uma private joke sobre esse comentário :-P

      Beijos

      Eliminar
    9. Nem precisas. Eu já a fiz :P

      Beijos

      Eliminar
    10. Olha que não, olhe que não :-P

      Beijos

      Eliminar
    11. Não me subestime, caro Todo Nu, não me subestime :P

      Beijos

      Eliminar
    12. Quando souberes a private joke vais perceber que estavas mesmo a leste do paraíso! :-P

      Beijos

      Eliminar
    13. Eu nunca estou a leste do paraíso, por uma questão de impossibilidade, digamos, geográfica :P
      Mas quase aposto o meu braço direito em como sei que piada fizeste com aquilo que eu disse das Chaves do Areeiro :P

      Beijos

      Eliminar
    14. Uma "gaija" jeitosa e sem braço direito...é uma pena :-P

      Beijos

      Eliminar
    15. Não é nada. Olha-me esta boazona dos genitais :P

      Beijos

      Eliminar
    16. iE sim que eu gosto de bracinhos e mãozinhas! :-P A Vénus é uma excepção!!!

      Beijos

      Eliminar
  4. Acho que há muito tempo que não me ria tanto por causa de um nome para a pombinha. Perseguida é lindo! Ahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas sabes que é histórico? :D
      Tenho um amigo historiador, que me relatou um documento, do qual não fixei a data (porque sou mesmo péssima para datas históricas), em que se fazia um relato médico sobre comichos na perseguida :D

      Eliminar