30/03/2015

Diálogos à sombra # 6

assUa-te

Assisto a este diálogo:
- Que porcaria é que estás a fazer? AssUa-te!
- Já me assoei e não saiu nada.

Meto-me nele:
- Não se diz assUa-te, diz-se assoa-te. Assoar escreve-se com O, não com U.
- Mas eu sempre disse assoar.
- Está certo.
- E sempre disse assUa-te.
- Está mal.
- E tu nunca me disseste que estava mal.
- Porque eu nunca ouvi dito dessa maneira à minha frente, senão já tinha corrigido.
- Tens a mania de corrigir o que uma pessoa diz.
- Tenho. Uma pessoa não fala mal a minha língua à minha frente.

Sou uma educadora. Uma chata, mas uma pessoa em permanente ensinamento. 

3 comentários:

  1. Uma educadora, uma chata? Em que ficamos? Que eu saiba, quem educa não chateia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E tu, já educaste alguém, para variar? :P

      Eliminar
    2. Já, muita gente. Educo e sou educado em regime permanente. Convém.

      Eliminar