19/11/2015

Saudades, mas saudades a sério, eu tenho é da minha Porca

Há dias assim, como hoje, em que acordo saudosa da minha Porca e da alegria dela, que acabou por se dissociar de mim e ser ela, o meu boneco, a minha eu do gozo e da farra, que se aborrecia até à morte com os meus textos mais sérios (e bocejava, a Porca). E que, um dia, farta de seriedades e sobriedades, virou costas, a bêbeda — parece que ainda lhe estou a ver o rabo torcido — e foi-se, deixando-me Blue, blue.
Nos acordares como o de hoje, apetece-me ressuscitá-la, mandá-la vir e voltar, convidá-la a ficar, escrever a meias, a quatro mãos, a quatro patas (o que não é o mesmo que de gatas). Porque é ela quem vai ao supermercado e vê cenas. É ela a quem acontecem as sits. É ela que comete as gaffes. Ainda ontem fiz um telefonema de cerimónia, para uma pessoa da qual não me lembrava do nome (típico da Porca), mas suspeitava que era Teresa, e disse, Boa tarde, Teraaummm, como está?, e ela respondeu Joana
Ora, eu não posso continuar a misturar a minha Blue com a minha Porca, como se elas fôssemos uma e não três. 
Ando para fazer anos e não sei o que nos oferecer a vós. Talvez indigite a Porca, e ela que tome conta disto naqueles dias em que eu não esteja nada Blue, ou só nesses momentos.
Até me anda a apetecer fazer uma sondagem daquelas à Blogger, para captar opiniões, apalpar terreno, tirar a temperatura ao assunto. E depois decidirmos sozinha. Porque eu prezamos a vossa opinião. Mas, after all, o buraco é mosso. 


Lembram-se?

22 comentários:

  1. "Talvez indigite a Porca, e ela que tome conta disto naqueles dias em que eu não esteja nada Blue, ou só nesses momentos."
    Eu ia jurar que ela nunca se foi embora... vejo-a espreitar muitas vezes por aqui, e ainda bem. A Blue sem Porca, ou a Porca sem Blue seriam indubitavelmente mais pobres. Ninguém é apenas uma coisa e gosto muito das duas, ou das três :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, a desastrada, nem esconder-se sabe :)
      Obrigada, Ratinho. Tenho que manter as duas por perto, sim.

      Eliminar
  2. Porca, porca, porca! :-P

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coitadinha da Blue, é tão quida...

      Bjs

      Eliminar
  3. Azul é a minha cor favorita, azul sou eu que me sinto amiúde azul e me visto quase sempre de negro. Talvez por isso te goste assim... Blue. Mas também gostava da Porca. Para que "possam decidir sozinha", digo-te apenas que vos gosto, "ambas as duas" Lindas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tua primeira frase podia ter sido escrita por mim, Be. Somos iguais nisso tudo.
      Obrigada, minha querida :)

      Eliminar
  4. Desde que continue linda...
    Bom dia pink-blue-red.
    Beijos,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que não tenho outra alternativa, pois Porca ou Blue, a Linda está sempre.
      Um dia feliz.
      Beijos,
      Linda Blue.

      Eliminar
  5. Eu gosto das duas e associo-as à Linda que, para mim, só há uma. Não podem coexistir as duas?

    Um beijinho, Linda Blue :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Miss Smile.
      Podemos coexistir, de forma absolutamente pacífica :)

      Um beijinho, minha querida :)

      Eliminar
  6. Viva a Porca !!!!!
    Viva a Blue !
    Viva a Linda !!!!!!

    VIVA !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivam os meus comentadores entusiastas do manancial de personagens, todas na mesma pessoa!
      :)

      Eliminar
  7. A Porca era linda mas o nome nem por isso. :P Faz de conta que Blue é só de azul e pronto!
    Afinal, ambas são a Linda de que nós gostamos.

    Beijocas na bochecha direita da Porca e na esquerda da Blue. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi isso que me fez mudar-lhe o nome. Isso e a veia mais séria da qual a pobre foi, entretanto, acometida.
      Obrigada, Mary.
      Beijocas em Maria Eu, que és Tu. :)

      Eliminar
  8. Se a decisão já estiver tomada, então, venho só desejar um resto de bom dia, pois está escuro lá fora, não é um céu blue, é mesmo black,
    beijinho, só assim no singular, pois anda aí uma fartura de plural...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não, Mia, nem sou capaz de ressuscitar LP, a doida, sem consultar os meus oráculos (vocês). E jamais demitiria LB, porque isto não é o Governo da república portuguesa.
      Um beijinho também :)

      Eliminar
  9. Porque não fazes uma cena tipo dois administradores? Dás a palavra à porca nos dias que ela quiser escrever e dá a palavra à linda nos dias que te apetecer.
    E bem assim, prontus.

    (O que eu acho é que isto dos blogs tem fases (estou nessa) que nem porcas e nem azuis... não vai com nada, credo).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que giro. Estava a ler o teu, a ver as tuas fantásticas meias (a Loira é top, e tu és uma sortuda, vice?) e a ler até ao Cabo Espichel, apareces-me tu aqui.

      E essa sim, é capaz de ser a solução. Mesmo agora estou aqui a morder-me para contar como é que foi possível hoje ter ficado trancada dentro da minha própria casa, sem ser Dona Porca a fazer o relato. Madame Blue não é capaz.
      (Tem fases, mesmo. Nada joga.)

      Eliminar
  10. Quando era a Porca, sim, até dava gosto vir aqui chafurdar ao tasco.
    Agora, pffff...

    Abaixo a blue. Viva a Porca!
    (E viva a rainha, também, já agora.)
    (E o tinto bom.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto aqui é o meu buraco, sff. Tasco tens tu, borracholas (eu sabia que um dia ia conseguir vingar-me daquela vez em que me chamaste isto).

      (Qual rainha? Eu?)
      (E a cerveja preta. Pelo gargalo.)

      Eliminar
    2. Buraco mal amanhado, diga-se.

      (não. A de Inglaterra.)
      (Menos um copo pra lavar)

      Eliminar
    3. Canudo. Não se consegue agradar a troianos, quanto mais a gregos.

      (a Blicha?)
      (Tasqueiro, tu.)

      Eliminar