29/05/2015

Estou a aprender a ser blogger — comigo mesma, que dispenso professores. E sou empírica

Faço um único post num dia inteiro, em que ponho uma foto minha.
Boom de visitas.
Mais visitas do que nos dias em que escrevo três posts.
Salta logo para a mais lida da semana. A mais lida do mês. Uma das mais lidas de sempre.

Agora já sei: quando quiser afaguinhos e massaginhas, espeto uma foto minha no post, vou buscar o balde das pipocas e fico de pezinho delicado, em cima do teclado, a ver as visitas entrar.
Conclusão: não preciso de me inspirar, de puxar pela imaginação (que é zero), nem de postar os meus textos que, embora não tenham cabeça, sempre têm pés. Basto eu, em carne e osso, mais carne que osso, mas não em carne viva.


Estava capaz de amanhã repetir a façanha, só para fazer a antítese antes da síntese.
Sou tão gira.


18 comentários:

  1. Repete, repete.
    Mas, desta vez, sem vestido, tá bem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é que era: dinamitava isto tudo e depois, em vez de um boom de visitas, tinha o bum do buraco :P

      Eliminar
    2. Pelo menos ninguém me pode acusar de não ter tentado..

      Eliminar
    3. A ti, ninguém te pode acusar de nada. Já a mim...

      Eliminar
    4. O boom do buraco!? Isso soa levemente badalhoco! :p

      Eliminar
    5. O mais possível. Bandalho, mesmo :P
      Mas Mg, o grande Escriba, aguenta.

      Eliminar
  2. As pessoas estão fartas de bonecos. Querem é gente de verdade. Os blogs das vidas privadas, dos filhos, e dos maridos, rebentam pelas costuras. E com as visitas vem tudo como se sabe. MAS EU ACHO QUE FORAM AS TUAS PERNAS!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acaba por ser o que eu faço, também — não escrevendo quase nada sobre a minha vida privada, viro-me do avesso e mostro-me em carne viva. Nem sei se não é pior.
      Como vês, o post está ali ao lado, em 7º, de 1100 ou 1200 que já escrevi.
      As pernas mal se vêem, mas acho que vou pensar seriamente no assunto, se quiser fama (seja ela qual for :D).

      Eliminar
    2. Já não é de agora que Mg vem dizendo que a Porca tem (o que parecem ser) uns belos presuntos.

      Eliminar
    3. Isso é verdade. Tens sido extremamente fiel nesse campo.
      E eu tenho sempre respondido que, no Verão, chegam ao requinte de uns belíssimos pata negra.
      (São meus, são, eu sou um desastre em photoshop, de entre outras qualidades)

      Eliminar
    4. Fui espreitar-te. Uau! (belos presuntos e belas...protuberâncias)

      Eliminar
    5. Abastecida como uma Porquicha :D

      Eliminar
    6. Qual quê! Boazona! :)

      Eliminar
    7. Sabes o que eu te digo?
      O grande segredo é a sabedoria que a idade traz! :)

      Eliminar
    8. O recato levou-me a deixar o assunto escondido bem lá no fundo do rol de hipóteses de comentários, mas já que agitaram as águas, o mal está feito e não há nada a fazer, parece-me que as (como é que se escreve?, deixa cá ver..) protuberâncias deste animal felino (sim, esta Porca parece animal felino) também são sim senhores, a modos que Ai Jesus.

      Eliminar
    9. Abandonas o teu recato e fazes-me corar a mim, devido ao meu, Escribinha.
      Exageras-me os predicados...

      Eliminar
  3. Então, é assim. Quando uma gaja é boa, é boa! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada a fazer, caso arrumado! :)

      Eliminar