01/05/2015

Cravejada de bocadinhos de mãe

Não percebo que me digam que tratam das unhas da minha mãe, se eu as vou encontrar cada vez maiores e mais abandonadas. Hoje tive que cuidá-las a golpes de tesoura, muito antes da lima, e, por isso, saltaram bocadinhos de unha em todas as direcções. Refaço: grande parte deles, acertaram-me no coração, mas ainda não consegui decidir se de uma forma doce ou dolorosa. Mas sei isto porque, quando me vim embora, reparei no meu vestido pontilhado a bocadinhos de unha e não sei se aquilo me deu alegria ou foi com imensa tristeza, mas varreu-me o pensamento venho cravejada de bocadinhos de mãe.

6 comentários:

  1. Eu fiquei assim...cravejada de emoção.

    Beijos, LP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu própria, sem saber...

      Beijos, Maria.

      Eliminar
  2. Bocadinhos de mãe. Uma expressão que se entranha.
    Bom fim de semana, LP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente como eu fiquei para o resto do dia. E persiste.
      Bom fim-de-semana também para ti. Obrigada.

      Eliminar
  3. Feliz dia, LP. Não consigo dizer mais nada.
    Beijinho grande.
    Mia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizes tudo, Mia.
      Um dia feliz para ti também.
      Obrigada.
      Beijinhos, muitos.

      Eliminar