13/04/2015

Kosmokarmen, o que me queres tu dizer? Hã?

Enganou-se, o carteiro. Muita mania tem ele de vir tocar à minha porta. E não toca sempre duas vezes - é uma, à bruta, e assim pretende invadir o recesso de meu lar. 
Eu também tenho problemas com carteiros e entregadores em geral. Felizmente, hoje não tinha o meu robe de proxeneta vestido quando o homem aqui me apareceu. 
Tenho a meu favor a desculpa de que estava à espera de um livro. Sai-me um pacote molinho, mas a pessoa nem pensa. Está na gula, aquele pecado capital que pratica todos os dias, com todas as coisas visíveis e nem as invisíveis se safam. De resto, nenhum dos outros seis pratico com afinco, uns porque não posso (dizei-me como é que uma pessoa que aufere um niquelinho sem jeito nenhum pode ser avara), outros porque não quero (olha eu de invejosa, que bonito. Ou irada), outros ainda porque desconsidero (soberba e luxúria? Só se for soberba luxúria, que menos do que isso são piners e a pessoa não se desmerece assim).
Perdi-me de gula, eu, hoje. O pacote, vindo da China (o livro que espero vem de Portugal, mas posso ter tido uma momentânea confusão geográfica, drivados à idade), trazia lá dentro esta grande querida, que caiu directamente dentro do meu coração. 

E, embora o saco tenha lá escrito o verdadeiro destinatário, a mim está-me a custar a ideia de ter que devolvê-lo ao carteiro, ou ter que ir entregar a minha Gira Pomba (já lhe dei nome e tudo, mê môri) à porta de quem pagou para a possuir. 

Pronto, escusam de dizer. Já sei que:
1 - Tenho que ir, e vou. Tudo menos a avareza. E a luxúria;
2 - Podia ter centrado melhor o focinho da Gira na foto 2, mas who cares? (que eu também falo estrangeiro do Brasil);
3 - O verniz é L'Oréal (ninguém me paga para isto), n.º 304;
4 - As minhas paredes são azuis.

12 comentários:

  1. Talvez dê para conseguires resgatá-la a quem pagou por ela, a gira pomba devia ficar contigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que veio mesmo para mim... :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Afeiçoei-me, sou tão má em querer o brinquedo de uma menina pequenina...
      :/

      Eliminar
  3. Por acaso, admito q tb dava luta p devolver (q é como quem diz, entregar aos donos) a bichita. É tão gira :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A casa da destinatária fica a 500 metros da minha. Amanhã vou lá e faço cara de Pierrette, quando a entregar. Pode ser que resulte...
      Ai a minha vida :)

      Eliminar
  4. Gosto das tuas paredes, pá! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu, pá! :D
      Tenho o mar/céu nas paredes e a areia no chão (soalho cor de areia :))

      Eliminar
  5. L P,

    Eu ,abaixo assinado , homem honesto - não devolvia !
    Não devolvia e mainada ! ;)
    Ora esta .
    Estou saturado de honestidades e dos grandes exemplos vindos de cima.
    Agora é assim !

    Beijo,
    José

    Nota : há poucos dias,um empregado de café enganou-se no meu troco e deu-me 10 euros a mais.
    Eu devolvi ( honesto qb !) o dono ( que eu nem sabia quem era ) ouviu a conversa e deu cá uma trepa no desgraçado...nunca mais !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu tenho um grande exemplo, e vou de cima, a dar, a muita gente...
      A trepa ao desgraçado foi para freguês ver.
      Contas feitas afinal, seria ele a pagar a diferença, no final do dia.
      Beijo

      Eliminar
  6. Estive a pensar melhor ... no problema.

    Afinal ,devolvia .
    O chamado "troca-tintas."
    Devolvia mas contrariado ... e com uma grande "marmita ". :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está feito, sem maiores hesitações.
      Doeu menos do que me roeria na consciência e na postura.

      Eliminar