20/01/2015

Lucy in the sky with diamonds


Por razões que não interessam para aqui, hoje deparei-me com esta cena, vinda directamente do programa Agora nós, da RTP.
Este rapaz, que eu até tinha em alguma conta por ter estado casado com a Maria Rueff (ou não será por acaso que já não está), que, por sua vez, me caiu nas graças como sendo uma mulher inteligente, agora apresenta este coiso, à laia de programa de entretenimento, no canal que é cada vez menos televisivo e mais rectal.
Já não bastante o coiso ser todo em mau, ainda brota apontamentos de televendas, que é, como se sabe, o último reduto da tentativa agonizante de vender a tão popular banha da cobra. Se já me chocava que, via canal estatal, se vendessem, em caixinhas, comprimidos de cálcio, pela módica quantia de 45 euros, quando, na farmácia, custam 10, mais ainda me boqueabre (este verbo existe, caluda, desboqueabram lá) que se vendam cogumelos. Comprimidos de cogumelos. São 32 euros pela compra de comprimidos de cogumelos. Cogumelos, eu já disse?
Espero que sejam alucinogénicos. Que promovam a felicidade, o bem-estar e uma boa viagem a quem os adquirir àquele preço. No mínimo, devem dar um bom ataque de riso a quem os tomar (ou de choro, pelo que pagou por eles, quando se aperceber de que, afinal... ah).
Mas voltando à publicidade ao produto: no final da conversa entre José Pedro Vasconcelos e o senhor brasileiro que, certamente, será detentor de uma igreja alternativa e de um aviãozinho a jacto, somos informados que, se fizermos a encomenda dos cogumelos nos próximos 30 minutos, ainda recebemos a bíblia sagrada. Assustador? Não. Ainda não acabou.
Mesmo no fim, assistimos a este spot, cuja personagem principal é Roberto Leal e, secundária, o botox.




Nada haveria a temer, se não estivéssemos em Portugal.

Última nota: o site do Leal chama-se Embrulha. Como associação de ideias com toma, embrulha e mete no cu.

16 comentários:

  1. Foi por esta e por outras que eu deixei de ver televisão. Eu agora, é mais blogues. :) Um beijo LP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também, majestade :)
      Mas a vida troca-nos as voltas...
      Um beijo no anel real e outro na bochecha real.

      Eliminar
  2. Eu queria mesmo uma bíblia sagrada, mas não sei o que fazer aos cogumelos :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Metes nos bifes, mesmo em comprimidos, juntas natas e ó, até te lambes :D
      E a trip começa logo à primeira garfada!

      Eliminar
  3. Fiz algum mal a alguém para ler um post assim?
    Tirem-me daquiiiiiiiiii

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma granda moca?
      Não estou a perceber... o que é que eu fiz?

      Eliminar
    2. Roberto Leal e apresentador RTP. Não são motivos suficientes para gritar?
      Oh balha-me deuzeazeazeaze.

      Eliminar
    3. Experimenta os cogumelos. Eu já estou por tudo.

      Eliminar
  4. LP, a televisão foi feita para nos surpreender. É a caixinha mágica. Desta saem cogumelos da cartola. Os coelhos recusam-se a participar do espetáculo. Está frio, e na toca é que se está bem! Tele vendas à tarde é tão revigorante!! Cuidado! Não te excedas com as horas de exposição ao ecrã!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquilo é o autêntico "Alice no país das maravilhas", outra coisa um bocado alucinogénica, já que "estou" nesse registo.
      Vou ter cuidado. Se me chegar a viciar, deve haver para aí uns grupos de ajuda :D

      Eliminar
  5. E deve haver quem compre...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com toda a certeza! Por isso é que disse aquilo de que nada haveria a temer se não estivéssemos em Portugal...

      Eliminar
    2. Só por curiosidade até gostava de conhecer essas estatísticas. Essas e o n.º de telefonemas que são feitos para aqueles maravilhosos programas de domingo à tarde. Nem sei o que seria de mim sem eles...

      Eliminar
    3. Devem dar, pelo menos, um bom indicador para estudos antropológicos. Eu também tenho curiosidade...

      Eliminar