29/01/2015

Eu detesto correr

Ah, bom, é para já estarem avisados, antes que pensem que isto aqui é tudo em bom e não falha nada. Não, não sou boa em tudo. A correr, esquece lá isso. Quer dizer, se tiver que fugir de um fogo (já tive), de um leão, ou tirar a minha mãe da forca, ou ir apanhar o comboio da felicidade, pronto, lá terei que descalçar os saltos altos e dar ao pernão de três assobios, que chatice.

Mas não corro na rua, nem corro em ginásio, nem em lado nenhum. Tenho os pés chatos (iuhu, é a única coisa chata em mim) e correr faz-me doer até os dentes, que é outra coisa, para além da cabeça, que nunca me dói. Sou uma vacuda, genitais. 

Mas correr não é para mim. Mandem-me lá dobrar ao meio, agarrar as plantas dos pés com as palmas das mãos e as pernas esticadas, fazer a espargata, dar beijinhos nos meus próprios joelhos estando em pé, e eis-me. De resto, tchau, que eu vou a pé, mas no meu passo - com saltos tcham.

Apesar de tudo, sinto uma certa empatia para com o pessoal que corre.

Depois de ter começado a crise, o pessoal saiu dos ginásios e desatou a correr à maluca. Tudo corre, minha gente. Corre o novo, corre o velho, corre o gordo, corre o magro, correm as gajas. Neste último grupo, há as que andam. Fazem caminhadas, aos parzinhos, a conversarem. Imagino que sobre refogados ou dietas não calóricas. E raros são os que consultam um médico, para saberem se podem correr e quanto podem. É capaz de isto não ser assim tão irrelevante. Sei de um caso de um corredor espontâneo que se foi finar dentro do elevador, no regresso da corrida, tendo deixado por criar quatro raparigas. True-true-true. Só acontece a quem corre.

Se, com o surgimento da crise, também surgiram estes novos atletas citadinos e muitas famílias passaram a poupar no ginásio, também é verdade que, cada vez mais, o atletismo da ciclovia está a deixar de ser um desporto barato. À medida que ganham entusiasmo com a coisa, ganham igualmente necessidade de se encherem de acessórios e gadgets, ainda não percebi se por imitação dos outros corredores, ou por necessidade real.

Na verdade, um bom par de ténis é absolutamente imprescindível. E esses, para serem bons a valer, que são os que não permitem tracções indesejadas nos joelhos, são caros. Não há volta a dar a isto. A partir daqui, o equipamento necessário (e desnecessário) de corrida é um mundo que me ultrapassa (literalmente). As pessoas não podiam correr com um par de calções e uma t-shirt que tivessem lá por casa? Podiam. Mas, ao invés, é vê-los todos equipados com mil merdinhas, desde a legging especial run não sei das quantas (que deve ter uma aerodinâmica qualquer ao nível dos cus que os fazem correr mais depressa), ao cinto para carregar as garrafinhas de água e isotónicos para dar gás, até ao reloginho cardio e tal, aquele que lhes diz o quanto já correram, e quantos segundos faltam para o enfarte fatal.

"É bom, descomprime, uma pessoa não pensa em mais nada quando vai a correr", dizem eles. Eu também não penso em mais nada quando estou a praticar actividades físicas superiormente prazerosas, e não é por isso que desato a correr, hom'essa.

Sabem que mais? Correr é caro. É para ricos. Não têm dinheiro para o ginásio, metem-se nas pistas, com equipamentos e acessórios que davam para pagar um ano de ginásio.  Aliás, um ano do meu ginásio é o preço de pouco mais que uns Nike de corrida. E é menos que o tal reloginho das pulsações, todo maricas, o tom tom.



Cá beijinho, Forrest.

41 comentários:

  1. Também nunca gostei, e continuo a não gostar, de correr. Por muitos e bons soutiens de desporto que haja, não há maminhas que não abanem. E acho extremamente desconfortável sentir esse cima-abaixo dos meus "assets" mais queridos. Noutro contexto, não me importo. Mas a correr? Bah...depois ainda apanhamos com o cuspe e os peidos dos outros. Nah...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu nem em miúda, ainda sem guidas, algum dia gostei de correr!
      Outro dia li qualquer coisa sobre um soutien que não falha nessa hora, mas lá está: era preciso vender um rim, ou assim, para o poder comprar.
      Puxa, que nojo. O primeiro que me desse cuspe ou peidos levava uma rasteira que se lhe acabava a run mania no acto.

      Eliminar
    2. Não é para fazer hijaaking de thread alheia, mas vê-se que a Pseudo Maria não tem que andar de transportes públicos (eu também não, mas sou solidário com quem tem!). Nem em manifestações (idém, aspas).
      Assim como assim, correr é mais saudável. Marginalmente, mas é. Digo eu.

      Eliminar
    3. Não te passa pela cabeça o que eu já corri para transportes, e de saltos altos :)
      Estás a visionar a estação da Baixa-Chiado e o tamanho do metro da linha verde? São 50 metros de sprint high heels, uma modalidade que eu inventei.

      Eliminar
    4. Muito queirosiona! :) (Carlos da Maia e João da Ega não usavam hig heels mas tirando isso... ) :)

      Eliminar
    5. Na última cena :)
      Quase igual, mudando o que há a mudar...

      Eliminar
    6. high em vez de hig como é evidente... :)

      Eliminar
    7. Olha, nem reparei :)
      Acredites ou não, foi exactamente assim que escrevi no meu comentário, só que corrigi a tempo.
      Great minds :)

      Eliminar
  2. Olha, a mim teriam que pagar MUITO BEM para correr (se tropecei e parti um pé a andar, o que não me poderia acontecer se corresse, Jesus!) mas tenho um desses corredores cá em casa, com ténis xpto, calções xpti, meias xptu, fita Polar em emparelhada com o iPhone, camisolas e impermeáveis, gorros e o catano. Isto para a corrida. Depois para o BTT vêm os ténis especiais para os pedais especiais, os fatos especiais, as balaclavas, as luvas e o diabo a sete. Para não falar dos acessórios absolutamente imprescindíveis para a bicicleta, que substituem as peças de origem, porque peças de origem nunca prestam...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu bem digo. É para ricos. Um manancial de equipamentos e acessórios perfeitamente incrível. Já para não falar da perda de aerodinâmica. São capazes de se rapar dos pés à cabeça e depois vão feitas mulas, a carregar garrafinhas, ipodes e imerdinhas que, se fosse eu, até me desequilibrava.

      Adorei a expressão xptu :D

      Eliminar
    2. Não me fales em "rapar dos pés à cabeça" porque me lembro de um determinado episódio que lhe aconteceu, desato aqui a rir e só paro daqui a uma semana! :D

      Eliminar
    3. Conta no teu, que eu vou lá ver, bale? :)

      Eliminar
    4. Já lá está, podes ir ler ;)

      Eliminar
    5. yeeeey! :)

      I'm running! (not literally)

      Eliminar
  3. Estás a mandar um beijinho à minha tartaruga, sua safada? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De apelido Gump?
      Olha que nome tão bem escolhido para uma tartaruga :)
      Lá beijinho outra vez.

      Eliminar
    2. De apelido Gump, sim senhora :D Achei tão irónico que tive que lhe pôr mesmo esse.

      Eliminar
    3. Esse ou Obikwelu, também ia bem à bichinha :D

      Eliminar
  4. Correr o cursor até cá abaixo e já fico cansada. Belo lençol dona Linda. Com que então aerodinâmica ao nível dos cus... Sim senhora.... O meu está quadrado, alguma ideia para combater este desânimo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha quem fala, dona Uva :)
      Deves estar sentada horas a mais. Exige já qualquer coisa à tua entidade patronal: uma cadeira nova, diversificação de funções que te permita andar mais, um subsídio qualquer.
      Ou vai correr...
      Eu já disse que detesto?
      A sério, elíptica, body pump, Pilates, agachamentos... suplícios de Tântalo vários... :|

      Eliminar
    2. Dos 4 aos 14 como ginasta de competição (desportiva) achas pouco?
      Por mim os ginásios podiam arder todos que ó ó não me ralava nada...
      Fartinha de desporto até à testa, e além disso esperei até aos 15 anos para me nascerem umas mamas, pelo que agora não vou andar para aí a dar cabo delas...

      PS: está a insinuar que eu escrevo muito, É ISSO??????

      Eliminar
    3. Fogo, mulher, qualquer uma ficava pelos cabelos com tanta ginástica!
      Tu preserva lá as tuas maminhas com zelo e caga no rabo (eu sei que a expressão não é feliz, mas é a correcta).

      PS: é que não. Estou a declarar ao mundo que tu escreves bem. E muito. Ou seja, escreves muito bem. Muito bem, muito :)
      Hah, marei-te.

      Eliminar
    4. Estoi mui cansadita senão começava já hoje o livro.
      E hei de escrever sobre que tema?? Estou sem ideias, o blog seca-me a cabeça, juro!

      Eliminar
    5. Primeiro, descansas.
      Isso não te faltará... sobre essa tua peculiar forma de veres as coisas? Mãe-tu-filha, os elos? O show da blogosfera, ou o que é ter um blog? A forma como a internet (designadamente os blogues) veio alterar as relações entre as pessoas?
      Daqui a pouco estou a sugerir-te a evolução dos protozoários. Manda-me lá calar.
      Mas primeiro, descansas, já disse?

      Eliminar
  5. Correr? O que é correr? :P

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correr riscos, e assim :P
      Estou fora.

      Beijinhos :)

      Eliminar
  6. quer dizer, depois sou eu que quero tourada? eu a postar que fui correr, linda e maravilhosa - ou andar depressa - é tudo igual, e tu pimba! post a correr ou sobre correr, não interessa nada!
    opá, é bom correr... há coisas melhores, claro, mas correr é razoável. dentro do mau. vá é engraçado.
    foda-se

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo isso, Pastorinha :P
      Já andava para escrever sobre corredores há que tempos, e o post era para ser só sobre os acessórios. Mas enredei-me na minha própria prosa, deu nisto. E o teu post de hoje lembrou-me.
      A tourada que tu queres é pela referência a certo take óié.

      Eliminar
  7. Eu até corria, mas depois o Sr. Dr. dá-me uns "tabefes" porque diz que eu não posso fazer ginástica. O pior é não poder "ajoelhar".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que aborrecido. Assim também não podes frequentar a missa.

      Eliminar
  8. Quéisso de actividades físicas superiormente prazerosas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desconheço..

      Eliminar
    2. Eu depois explico-te.

      ...
      ...

      Agora ando a fabricar cartazes.

      Eliminar
  9. Tu é que me obrigas a correr, 'miúda'. Colocas um texto com este tamanho, leio, demoro-me e ... pois, lá tenho que sair em alta velocidade. Ela não espera :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até te faço um favor e ainda me criticas :)

      Eliminar
  10. Pois LP, vim aqui a correr, porque hoje tenho o tempo muito contado, e vim sem equipamento "must have", espero, no entanto, não ficar com nenhuma tendinite ou outra maleita acabada em "ite" por falta do mesmo. Obrigada e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui, quem corre, não precisa de trazer equipamento nenhum, basta vir e não se esbardalhar :)
      Bom fim-de-semana, Mia.

      Eliminar