06/06/2015

Nunca como hoje,

vi tantos tons de castanho e verde no mar, e verde acastanhado, e castanho esverdeado. Pensar eu que há quem tenha os olhos nesses tons...
Tons de mar, olhos de mar.

[mar da Figueira da Foz — check]

14 comentários:

  1. Os meus são verdes acastanhados e nunca eu pensei que pudessem ser vistos como tons de mar. Sempre os vi como olhos de terra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mar, Pandy, mar.
      Observa com atenção o mar da Figueira :)

      Eliminar
  2. O mar da Figueira fez-me companhia desde tenra infância até entrar na idade adulta; muita areia, muita onda, muito tudo de tão bom que por lá vivi! E Coimbra ali tão perto fazia-me suspirar o ano inteiro por aqueles dias de Julho que pareciam sempre tão longe!
    Beijinhos, LP
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem piada, eu tenho essa mesmíssima relação com a Caparica. Passa a lá dois meses em cada 12, e 10 a desejar que chegasse Junho.
      Mas a Figueira é mítica para mim: foi onde casaram os meus pais.
      Bom fim-de-semana, Mia :)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Que descrição bonita!!

    :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos tanto mar, a rendilhar metade da orla, e, no entanto, com nuances de cor e tom verdadeiramente incríveis :)

      Eliminar
    2. Há dias, do Sítio a olhar para o mar da Nazaré senti-me pequenina. E uma das coisas que me chamou a atenção foi precisamente a cor!

      Eliminar
    3. Tão diversificados, os "vários mares" deste país, até custa a crer que sejam o mesmo!

      Eliminar
  4. Figueira no passado (sem nunca ter lá vivido), Costa de Caparica na actualidade e para o futuro (moro perto).
    Beijinho, LP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vejo sempre a Costa, apesar das mudanças, que até no mar se sentiram, com os olhos dos 16 anos. Adoro-a.
      Beijinho, Observador.

      Eliminar