20/10/2015

Eu sou aquela pessoa que nunca, em circunstância alguma, deves levar ao supermercado # 28

Petrifico.


Já não bastava a parva invenção de sacos para compras, drivados da não menos parva medida legislativa do saco de plástico, com dimensões absurdamente absurdas, capazes de aguentar dez quilos de víveres e outros produtos altamente necessários à sobrevivência no planeta (e, cada vez menos, do planeta) —, que uma pessoa carrega ao ombro qual aguadeira chinesa —, para ainda terem inventado esta coisa maravilhosa, que são os sacos sobre o longo, ainda por cima uma poupança relativamente aos outros, já que custam € 0,85, contra os € 1,00 que custam os primeiros. 
Eu quero perceber o que é que ocorreu aos senhores legisladores, que nos obrigam, com suas medidas legislativas altamente iluminadas (mas das quais estou perfeitamente crente que não participam activamente, pois a mercearia deve aparecer-lhes na despensa por obra e graça do Millennium BCP, ou outro que não seja espírito santo de orelha), a meter, no mesmo saco, o peixe, o papel higiénico (para depois do peixe), o detergente da roupa (idem), o esparguete, a alface, o pão de forma, as pilhas e a t-shirt. 
Também quero perceber o que é que ocorreu aos senhores desenhadores desta bela barca, que nos querem obrigar, com sua peça de design, a meter, no mesmo saco, a criança pequena, o cão e o gato, a bicicleta, o tractor agrícola e a retroescavadora. Nem aqueles senhores do IKEA conseguiram levar a coisa tão longe. E esses, ao menos, têm a desculpa de que os sacos servem para enfiar lá dentro camas, armários roupeiros, cozinhas e casas de banho completas. 


6 comentários:

  1. Pá, quando o PD começou a cobrar sacos, deixei de ir ai PD.
    Quando o Lidl começou, deixei de ir ao Lidl
    Quando o governo impôs, deixei de ir ao governo!

    (mas foi uma chatice que se me acabaram os sacos com que fazia a divisão da reciclagem...)

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (Não pares de reciclar, ao menos. Mete tudo em sacos de papel, das lojas...)

      :)

      Eliminar
  2. Eu concordo com o pagamento dos sacos de plástico nos hipermercados ;)

    Mas tens razão; esses de que falas e que mostraste são um bocado mal amanhados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só não concordo por achar que eles estavam mais do que incluídos nas compras (senão, teria que acreditar que os fabricantes os oferecem aos supermercados que, por sua vez, nos oferecem a nós... ou alguém anda a trabalhar de graça neste processo todo). Provem-me a contrária e eu passo a concordar :)

      Aquilo é para meter uma vaca lá dentro.
      É uma arca de Noé :D

      Eliminar