07/04/2018

Os 5 anos do coiso

Foi há cinco anos que escavei este buraco onde me escondo. Lembro-me que era um domingo de tempestade, se não literal, pelo menos literária. Sei que chovia, fora e dentro de mim, e daí adveio a imperiosa necessidade de brotar. Assim, amontanhei-me e pari este espaço, como quem pare um rato.
Havia de fazer uma retrospectiva, num registo trágico, ou então cómico, que são para aí os dois caminhos que, como boa Escorpiosa que sou, sei trilhar. Mas dá-se que não aprecio particularmente nada que comece pelo sufixo retro, a não ser retrosaria (por causa dos alfinetes, aka ironia), pelo que vou abster-me, como aquelas pessoas que não sabem o que querem à boca das urnas. 
Também não estou na mood de fazer um apanhado, geral que ele seja, do que é, neste momento, manter o coiso, pois isso poderia ferir susceptibilidades, e a mim já me bastam as minhas feridas para lamber, que me dão uma trabalheira só em salivação, quanto mais as dos outros.
Em último, não vou homenagear ninguém aqui e agora, reservando tais tributos para o momento e local certos, e hoje it's my party and I cry if I want to. Nem vou deixar indirectas a quem não me grama, nem a quem finge que não me lê e depois se denuncia à vara larga, nem a quem me deixa aqui comentários anónimos (muito mal) disfarçados de amigáveis, pois que sou demasiado directa para isso, e estimo, com fervor religioso, que se forniquem.
Só não me apetece ser querida e fofa (🙄), muito menos captadora de seguidores [incrível, ao fim de cinco anos, e 2783 textos que me saíram dos bons e maus fígados, ter conseguido angariar cem seguidores. Deve haver, cá na blogobola, poucas com este dom, hã?], designadamente porque esta noite dormi poucas horas e estou com os níveis de inspiração abaixo de zero. Isto, obviamente, partindo do pressuposto que haja vezes em que sequer vêm à tona. 
No entanto, quero agradecer a quem cá vem com alguma frequência, ou porque escrevi alguma coisa com (os) pés e (pouca) cabeça, ou porque pus um título que é uma esparrela (caso do da viagem de finalistas) e caem aqui ao engano, mas que me aumentam o número de visitas diárias uma ou outra vez, e isso, sei lá porquê — já que sou bruta —, aquece-me o coração. 


28 comentários:

  1. Denuncia à vara larga: eu venho e espero continuar a vir.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Guilty! :)
      Obrigada, Impontual. (Recíproco.)

      Eliminar
  2. Ainda bem que em abril águas mil: abril dá as águas e com estas brotam as prosas. E cinco anos nistos das internetes, onde o tempo corre em contrarrelógio, são mais de três décadas no outro mundo -- aquele impropriamente dito «real».

    Parabéns, LB. Que venham muitos mais múltiplos de cinco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E são essas águas que chovem de fora de mim, e de que gosto tão pouco, que me dão a inspiração maior, Xilre. É aquela inspiração de feeling blue, a menos azul, mas é também a que melhor me dá o alívio dos dias.
      Estou uma senhora.

      Obrigada.

      Eliminar
  3. minha querida Blue, que venham mais cinquenta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela confiança, em todas as dimensões, minha flor tão boa :)

      Eliminar
  4. Eu caí aqui vindo de uma nave espacial e, até agora, estou a gostar. Tu és gira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vindo, mas sabe que eu também deixei a minha nave não sei onde.
      Sou, num sentido muito lato, também :)
      Obrigada. (Igualmente recíproco.)

      Eliminar
  5. Parabéns, LB.

    [it's my party and I cry if I want to... E lembrei-me de imediato do "meio-bolo", mais ou menos por esta altura do campeonato :)... bolo e meio para soprar. força nisso!! :)]

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Té :)

      [Para mim, é para o mês que vem. Mas, como somos quase gémeas, o teu estará muito próximo também :)]

      Eliminar
    2. Sim, é tudo para Maio e ainda falta - um danoninho assim - ...mas a letra da música levou-me àquele outro post, a juntar o teu aniversário do blogue com o outro teu 1/2 aniversário.
      Somos quase gémeas... só não somos monozigóticos do sexo feminino aka verdadeiras :)

      Eliminar
    3. Passando as mesmas fases... :)

      Eliminar
  6. Gosto de ler o teu coiso, seria porreiro que continuasses com ele :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Gina. E assim será, enquanto durar, como todos os amores eternos :)

      Eliminar
  7. Sabes? Gosto de ti, moça! :)

    PARABÉNS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei! :)
      Assim como eu de ti, Maryou :)

      OBRIGADA! :)

      Eliminar
  8. se é festa, é festa. comemore-se.
    beijinhos,Linda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com “arraial e foguetes no ar”, Mia! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Eu queria mesmo era comer bolo, não havendo deixo apenas um desejo, desejo esse para mim que também sei ser egoísta... que continues assim, aqui e na vida porque as pessoas boas e que me fazem rir não são muitas (e sorrir, muito... you know! Em inglês porque it's not your party!)



    PS - enviei um email

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão do bolo é uma possibilidade a combinar, calma! Nada está perdido, Be.
      Olha, por ti, sim. You also know.

      PS - Respondi, querida. Obrigada.

      Eliminar
  10. Linda,
    Muitos Parabéns!
    Escreves muito bem e escolhes temas muito originais e engraçados.
    Venham mais 5 !!!
    Mas nem sempre estás nos teus dias.
    Senhoras ...
    A viagem de finalistas foi tanga ? Não percebi nada.
    Beijo pela data.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, José.
      A viagem de finalistas não foi tanga, o título do post é que atraiu mais leituras do que o habitual. Tem a ver com pesquisas pelo tema, depois vêm cá dar, pensando que é uma reportagem, ou assim.
      Beijo

      Eliminar
  11. Isso era de festejar à luz do poste que ilumina o adro da igreja, com uma grade de minis e bifanas!

    Isso é que era!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual, aquela que, se Deus Nosso Senhor quiser, não chegará a ser construída? :)
      Se for noutro adro, alinho. Levo pregos e cachorros (não em sentido estrito).

      Eliminar
    2. Deixemos então o adro e levamos a tralha para a eira!

      Eliminar
    3. A que tem sol, ao contrário do nabal?

      Eliminar
  12. Fez ontem oito anos o "coiso" onde escrevo. Oito ou nove. Ninguém deu conta. Nem eu. Deprimente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh, tão próximos! :)
      Não sei se é deprimente, ou se antes sinónimo de antiguidade, experiência, sabedoria!

      Eliminar