21/12/2015

Eterno regresso

Espera-me um dia todo azul, e o sol aguarda-me, a pino. Vou passar sobre o rio, vou ter o mar diante dos olhos e nos olhos, tudo de uma só vez — pois, desta vez, o adeus é de vez. 
Já não na manta que a trouxe e depois a levou, mas, de alguma forma, vou trazê-la de volta a casa, de onde nunca deveria ter saído — de onde, efectivamente, nunca saiu.



14 comentários:

  1. Coisa mais bonita. Também tenho uma. Beijos.

    ResponderEliminar
  2. O sol aguarda-te como?? 😂😆

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah... Pois... A pino... Isso, isso... :p

      Boas Festas querida Linda :D

      Beijo meu

      Eliminar
    2. Olha que a expressão "pino contra a parede" é bem mais subversiva :P
      Ou esta.

      Boas Festas, camarada :)

      Beijos para vocês 3 (vê lá se orientas isso)

      Eliminar
  3. Triste .
    Toca a "dar a volta" ,LP !
    Cada pessoa reage com o seu ritmo. Há que respeitar essa tua profunda ligação/tristeza.
    O que interessa é que a Mel tenha sido feliz!
    E é evidente que sim !
    Beijo,
    José

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso foi, de certeza.
      Obrigada.
      Beijo

      Eliminar
  4. Compreendo o que sentes, já passei pelo mesmo várias vezes...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já passaram duas semanas e eu não consigo conformar-me...

      Eliminar
    2. Demora ... mas o desgosto vai ficando mais suave...
      e daqui a umas semanas aconselho arranjar um novo gatinho.....

      Eliminar
    3. Tenho procurado, mas não está fácil encontrar o que quero. Não deve ser época de ninhadas novas...

      Eliminar
  5. Querida Linda Blue,
    Não sei se lhe deva dizer que esses adeus nunca são de vez. Talvez não devesse.
    Se pudesse, por esta vez, dar-lhe-ia colo,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Outro Ente,
      Ainda bem que mo diz, porque a ideia do definitivo ainda me custa mais.
      Agradeço-lhe, mas saiba que eu sou muito pesada,
      Linda Blue.

      Eliminar