06/02/2016

Agora sei o que sentem os pássaros

A casa está demasiado arrumada. Há espaço por todos os lados, que são muitos. Nem um par de ténis no meu caminho, não há peças de roupa soltas nas cadeiras, taças que há pouco tiveram cereais, vernizes pelas estantes, pcs, telemóveis e livros em cima da mesa. As casas-de-banho estão limpas e arrumadas, não há um frasco fora do lugar, a pasta de dentes tem a tampa posta e está dentro do copo. Na cozinha, os frascos dos temperos estão todos no suporte, o fogão está limpo, não há uma migalha no chão.
Por sua vez, pequeno bocado de gato transformou-se numa cadela e morde-me as mãos, sempre que as apanha a jeito - que é sempre. Está desaustinada com a chuva, mas, sobretudo, com a ausência do movimento. Estranha forma de manifestar saudades, a dela. 
Agora sei o que sentem os pássaros, quando olham à volta e só vêem palhinhas.

6 comentários:

  1. Adorei ,LB !

    ... " Agora sei o que sentem os pássaros, quando olham à volta e só vêem palhinhas."

    LB ,no seu melhor !

    ResponderEliminar
  2. A minha também me faz isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece louca, uma coisinha com 6 semanas, com o pêlo todo no ar, a ladear, aos pulinhos, a achar que os meus sapatos podem ser um inimigo.

      Eliminar
  3. seis semanas de vida num felino de nome Molly, a projetar o sentido da palavra saudade em versão pelo eriçado. demonstração filosófica, sem dúvida!
    beijinho, LB.
    Mia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela é muito mais esotérica que eu. Faz-me sentir uma parola!
      Beijinho, Mia.
      Um domingo feliz :)

      Eliminar