09/03/2016

Eu sou aquela pessoa que nunca, em circunstância alguma, deves levar a passear à rua # 35

Vejo metade pessoa-metade canteiro de cravos vermelhos, pendurados de uma varanda. E acho uma imagem meio (por se tratar de metades) esquizofrénica, porém gira. 
Quem apreciava muito estas coisas eram os gregos, com os centauros, os sátiros e os faunos. 

Na Av. Berna
(E sim, é um facto comprovado que tiro fotografias em plena condução. Abrandei quase a zero, tá?)
(E ainda vocifero "A m. da sombra ainda me vai dar uma m. de fotografia.)

6 comentários:

  1. Referes-te às calças ou ao cimo do imóvel onde parece ver-se algo que costuma acompanhar um 'fuck off'? :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, só reparei nas calças, que cabeça a minha...
      E o céu de Lisboa, às 6 da tarde de ontem, hã? E os dois edifícios, de um azul tão bonito, hã? E os blue jeans, hã?
      :)

      Eliminar
  2. Olha pra provocares um acidente, mulher!
    É só imaginação nessa varanda :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os riscos que eu corro, só para vos agradar! :D
      Cinco meio-gandulos a rodearem uma pessoa, de cada vez que vai à varanda, não é para cardíacas :P

      Eliminar
  3. Que coisa horrível x)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que se vão amandar :D

      Eliminar