21/04/2016

De grammar-nazi a fashion-PIDE

Tenho estado para aqui toda a manhã a receber uma dissertação técnica, provinda de uma figura que hoje resolveu vestir-se para vir trabalhar como se fosse sei lá para onde. Não estou mesmo nada a ver. Ora, acompanhai comigo: vestido (ou saia, não sei onde é que acaba a peça) de barras largas pretas e brancas, em tecido de algodão grosso, que faz armar a saia ao nível de um abat-jour. Essa perdoo-lhe, que o ano passado comprei duas assim na H & M, giras de dar gritos, mas que me fazem mais gorda cerca de dez quilos cada uma. Imagine-se se as vestisse uma em cima da outra. 

Mas depois: blaser assertoado e justo, preto. As botas, de cano alto e de carneira, já ficam mal com o resto, mas também lhas perdoo. Se lá se é pessoa que precisa de atravessar um ribeiro quando sai de casa, e com isso não tenho nem quero ter nada a ver. 
Mas alguém me explica o que é que lhe ocorreu para ter posto collants opacos azuis escuros com tudo o resto?
Por mim, passei toda a manhã em conjecturas.
1. É uma irreverente;
2. Assim como eu, confunde o azul escuro com o preto;
3. Vestiu-se às escuras;
4. A mala é azul escura, e é para combinar (not, amiga) - informação que ainda não consegui confirmar;
5. Eu é que estou a ver mal, e os collants são, efectivamente, pretos;
6. Eu é que estou a ver mal e o vestido e o blaser são, efectivamente, azuis;
7. Eu é que estou a ver mal e o vestido e o blaser são, efectivamente, pretos, assim como os collants;
8. Eu é que estou a ver mal e o vestido e o blaser são, efectivamente, azuis, assim como os collants;
9. Isto é tudo uma manobra de diversão da parte dela, para que eu não preste atenção aos conteúdos;
10. Eu sou uma pessoa que atenta em pormenores que não interessam nem ao menino Jesus, mas que me toldam a atenção, e é por isso que nunca sei do que é que as pessoas crescidas estão a falar, mas sei perfeitamente o que é que têm vestido, quais são os seus gestos, tiques, vícios de linguagem, e, nalguns casos, até o que estão a sentir naquele momento;
11. Eu estou subaproveitada.


20 comentários:

  1. Como sou uma pessoa otimista (mesmo depois da queda do "p"), voto na alínea 2) "Assim como eu, confunde o azul escuro com o preto".
    Eu também confundo as duas cores. Resultado: o pessoal cá de casa anda sempre com as meias desirmanadas :)

    Um beijinho, querida Blue, e um dia feliz :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí vão duas, Miss Smile: até já arranjei umas borrachas para irmanar meias e, mesmo assim, consigo desirmaná-las. E, nas lojas, tenho que pedir ajuda para que me distingam o azul escuro do preto. Imagine se não gostasse tanto de azul... :)

      Um beijinho, minha querida. Um dia feliz também :)

      Eliminar
  2. Aposto na 3!!

    (No outro dia "zanguei-me" com pai macaco porque calçou uns ténis azuis escuros/petróleo (que ele diz que são cinzentos) ao miúdo que vestia umas calças pretas. Azul escuro e preto juntos está, para mim, na mesma plataforma que o tão na moda rosa e vermelho.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ser. Tudo é possível, para explicar um caso assim.

      (Dá-te por feliz até ao dia em que pai macaco faça a bela da combinação rosa-vermelho com macaquita. Tu educa já a rapariga, para evitar assuntos fracturantes desses :))

      Eliminar
    2. Ele nela nem arrisca, se tiver de ficar com ela pede-me sempre que deixe a roupa pronta, caso eu não o faça, veste-lhe invariavelmente calças de ganga com uma camisola qualquer.

      Eliminar
    3. Olha, mas valoriza: ao menos, trata dela...

      Eliminar
    4. Claro que valorizo, a única coisa que lamento é o pouco tempo que está em casa mas quando está, é tãooooo pai... tem uma relação muito gira com ela: Ele dá graxa, ela ignora-o para ele dar graxa!!

      Eliminar
    5. É tão bonita a relação das meninas com o pai, quando tudo está no seu lugar :)

      Eliminar
  3. Nunca sabes "do que é que as pessoas crescidas estão a falar" ...
    Hás-de aprender à tua custa ;)
    Agora, vai para dentro e toma o xarope :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso tomar litros de xarope, que nunca vou perceber a fundo as pessoas crescidas.
      :)

      Eliminar
  4. Opa, eu até gosto desse tipo de saias :) e curiosamente a mim até acho q disfarça a gordura.
    Essa é donde? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto, tanto que comprei logo duas (vermelha e preta). Mas fazem-me parecer um candeeiro... :)
      H & M, do ano passado.

      http://lindaporcaoucheirodeestrume.blogspot.pt/2014/11/tenho-cabeca-vazia.html

      Eliminar
    2. Ainda dá luz, isso?

      Eliminar
    3. Parece um holofote do glorioso.

      Eliminar
    4. Glorioso?
      Tomara a ti ir a caminho dos 35..

      Eliminar
    5. Mais idosa, é certo, mas não o faço passar vergonhas quando o acompanho.

      Eliminar
  5. Eu acho que ela queria muito usar a saia e não tinha mais collants em casa. Só pode.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por isto que são importantes estes debates no feminino: dessa não me lembrei eu :)

      Eliminar
  6. Tudo depende da posição das barras. Se forem na horizontal ficam bem com tudo. Meias azuis escuras são boas porque escondem os derrames. Se tiveres sangue azul, claro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim tão opacas, escondem tudo!
      Olha, o meu deve ser azul, que eu gosto dessa cor...

      Eliminar