08/11/2015

É maluca, mas eu gosto dela

Ainda faltavam nove dias para fazer dez meses, zero dentes, pôs-se de pé e andou. Diz o povo, que é quem mais ordena, que quem anda antes do primeiro dente, anda galinha
(A maluca andou galinha.)
Também podia ter andado mal assim fez nove meses, mas acontece que estávamos fora, em férias, e o terreno deve ter-lhe parecido acidentado por pouco familiar. Pode ter sido o único vestígio de sensatez diante do perigo que teve em toda a vida. Passou três semanas em tem-tens, agarrada a tudo, a treinar. Nenhuma lei da física ou sabedoria popular, que são praticamente a mesma coisa, admite a possibilidade de umas pernas tão gordinhas, num corpo tão rechonchudo, conseguirem pôr-se em pé e marcharem para a frente antes dos catorze meses. Subestimam esses oráculos a energia com que ela veio ao mundo.
(Maluca. Querida.)
Depois disso, rapidamente veio a bicicleta sem rodinhas (aos seis), os patins, o skate e o surf.
Até hoje, ainda não nasceu miúda mais dotada para o futebol no bairro inteiro. E tão feminina, também.
Aos sete anos escrevia no cartão do Dia do Pai, Pai és o melhor pai do mundo | Eu vou saltar e pular no ar sem parar. Vá-se lá perceber com que lógica ou métrica; conhecendo-a, percebe-se bem com que intenção ou rítmica.
Aos dez dela, preocupada eu — estado natural e normal de qualquer mãe normal, naturalmente —, disse-lhe Olha, Mimi, o que mais me angustia é saber que tu, um dia, saltas de pára-quedas.
E ela respondeu Pois salto. 
(É maluca.)
Perdi-lhe a conta às quedas, aos saltos mal calculados, aos voos mal aterrados.
Andou nas aulas, fez exame, treinou e fez exame prático. E apareceu-me, em passo dançante, com a guia na mão, abanando-a como um leque no rosto lindo, olhos de gozo.
Agora conduz. Nunca mais tenho sossego nesta minha velhice que tarda.

11 comentários:

  1. A minha também "andou galinha" mas apenas porque o primeiro dente veio aos 16 meses, começou a andar pouco antes. Sossega esse coração... e esconde as chaves do carro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh, valente! :) O primeiro dente dela ainda chegou antes dos 11 meses, já a pitorra corria (contra) tudo.
      Não tenho grande alternativa... mas ela pede-mas sempre :)

      Eliminar
    2. O do meu foi aos 4 meses, e ainda mamava...n foi bonito!

      Eliminar
  2. Pais sofrem...mas é boa essa variedade de gostos e que se vao habituando a mandar -se para a frente.Serem autónomos e felizes. Não os devemos travar ...devemos aconselhar e só nos resta sofrer. Embora saiba bem o que nos custa.
    Nota : adorei ..." ainda n nasceu miúda mais dotada para o futebol no bairro inteiro"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, que remédio... "trabalhos dobrados".
      Nota: Dotada para qualquer desporto, até para esse!

      Eliminar
  3. É assim, querida Blue, é vê-los a crescer, cada vez mais parecidos consigo próprios.

    Um beijinho para a "miúda mais dotada para o futebol do bairro inteiro" e para a mãe "Do(lo)res" :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E nós a vermo-los, com orgulho, com receios, com esperanças, com o coração nas mãos.

      Obrigada, Miss, Smile, outro para si (quem me dera , "Dolores" sem dores! :))

      Eliminar
  4. És uma mamã galinha :D ahah!

    Quanto maiores, mais preocupações damos, e isso? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Definitivamente! Nunca como agora dei valor à minha mãe e percebi os "exageros" dela... :)

      Eliminar
  5. Parabéns à piquena ;)
    Isso depois passa-te...ou não

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Me :)
      Não passa, não...

      Eliminar