23/03/2017

Eu interajo com os peões

Estamos a alcançar, meu Rosinha e eu, uma passadeira de peões que se encontra com o sinal vermelho para eles, verde para nós dois. Está também a alcançar a dita uma adolescente cabisbaixa, atitude corporal safoda-caguei, headphones na tola, claramente sem pretender ligar ao sinal vermelho diante de si. Naquela de sou-o-peão-que-se-impõe-e-se-agiganta-tu-paras-para-eu-passar-eu-sou-forte-e-eterna, bem se vê que não viu imagens de Tiananmen. Nem apito, nem nada, impeço-a só de avançar no momento exacto, faço-lhe um gesto "Acorda", e a bruta faz-me um pirete, atravessando mesmo no vermelho, depois de Rosinha passar. 
(Eu não abri o vidro; eu não apitei; eu não devolvi a fineza.)

~
Estamos a alcançar, meu Rosinha e eu, uma passadeira de peões daquelas em que o verde é simultâneo para o trânsito e para as pessoas, com aviso luminoso amarelo de passagem de peões. Estou, obviamente, parada, pois encontra-se um grupo de três ou quatro pessoas no passeio com manifesta intenção de atravessar. Passa um rapazola, diz para a petiza que o acompanha "Está verde", diz-me "Está verde...", com um encolher de ombros irónico, eu sorrio e respondo, com um encolher de ombros conformado, "Pois, já vi". E ele devolve-me o sorriso. 
(Simples, assim.)

~
Estamos a alcançar, meu Rosinha e eu, uma passadeira de peões que se encontra com o sinal vermelho para eles, verde para nós dois. No passeio, com intenção de atravessar, um casalinho de crianças enamoradas entre si. Ela põe os dois pezinhos na estrada, ele chama-lhe a atenção, eu abrando e digo "Oi?". Ela sorri, envergonhada pela leve irreverência, e recua. 
(Se eu podia tê-los deixado passar? Podia, mas a minha função neste Mundo é a de educar as gentes. E as mães dos dois haviam de me agradecer ter-lhes dado o pequeno ensinamento que é: respeita os outros, se quiseres ser respeitado.)


8 comentários:

  1. Poderia ser tudo tão simples, né?

    :-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poderia, mas parece que não era a mesma coisa... :)

      Eliminar
  2. Anónimo23/3/17

    O binómio peões/automobilistas (e uma passadeira) dava uma novela :-D
    AL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou começar a reparar melhor e a interagir mais, a ver se incremento esta minha novela :)

      Eliminar
  3. É sempre uma aventura passar na passadeira, seja como peão, seja como condutora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já disse muito mal das peonas... :)

      Eliminar
  4. Que tem o rosinha a dizer de todas essas situações? Parece-me que tivemos a perspectiva de todos menos do cujo dito... :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa ideia é excelente, Ana! Não fora cometer uma injustiça com meu boi e fazia de rosinha co-autor do espaço.
      Em marcha-atrás, apita-se todo, mas para a frente, suspeito que, se não for eu a dar-lhe no travão, vai tudo a eito :P

      Eliminar