23/12/2015

Os meus presépios

Gosto muito de presépios. Devia ter uma colecção, mas, como tal não é possível, vou guardando imagens, que vou buscar ao Google. 
Gosto particularmente do meu presépio. É uma só peça, em que a figura do S. José é predominante e protectora. Não sendo lindo, representa exactamente a forma como eu vejo e entendo a história de um homem e de uma mulher pobres, em cujo percurso de uma longa e penosa viagem ocorreu o nascimento de uma criança, num estábulo — que é, afinal, o significado etimológico da palavra presépio


Não há Natal que venha, que não me traga à memória a descrição do presépio, feita pelas três meninas mais amadas da minha vida, assim que começaram a articular frases, por volta dos dois anos de idade. 

Tinha a mais velha 27 meses, quando assim o descreveu:
O hóme [S. José], a Banca Véve [Branca de Neve = Maria] e o miúdo.

A segunda tinha 26 meses no Natal, e foi assim:
O tio, a tia e o bebé.

A mais nova, com 22 meses, descreveu o presépio da seguinte maneira:
O Zuzu [Jesus], aquele de pau [S. José], aquela de joêio [de joelhos = Maria], aquela de asas [anjo].

Estes foram e serão sempre os meus melhores presépios, de todas as colecções fotográficas, reais ou mentais que algum dia eu tenha feito, ou venha a fazer.

16 comentários:

  1. Que bonito. Essas são, sem dúvida as melhores imagens que podes guardar.

    ResponderEliminar
  2. Com ou sem presépios, desejo-te um Natal feliz.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com presépios, são tantos... :)
      Feliz Natal, Observador.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Feliz Natal minha querida menina azul. Abraço de gigante e não te enfrasques em hidratos e açúcar. Fazem pessimamente à pele. :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Feliz Natal, querida Uvy.
      (O meu problema são os cajus)

      Eliminar
  4. Uma ternura :)

    Um beijinho e um Feliz Natal, querida Blue

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diziam (e o "pior" é que ainda dizem) coisas tão lindas :)

      Feliz Natal, minha querida. Um beijinho muito grande.

      Eliminar
  5. Achava-lhe piada se fosse de chocolate.
    À primeira vista parecia.. Ohhhh.. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lambão. Comer o presépio, que heresia...
      (Também parece de madeira, mas é de barro pintado. Não dá para comer.)

      Eliminar
    2. Ai é? É?
      Não se comem vacas? Nem ovelhas?
      (já nem falo na Maria...)

      Eliminar
    3. Burras é que não, não é? A carne é rija...
      (e no José...)

      Eliminar
    4. Já as comi e nāo lhes notei nervos na carne.
      (o Zé deixou-se comer pelo espirito santo...)

      Eliminar
    5. Comeste burras? Já não zurravam, espero.
      (tipo Ricardo Salgado, mas ao contrário?)

      Eliminar
  6. As descrições do presépio são engraçadíssimas !
    Achei notável ainda te lembrares , com essa precisão !
    Feliz Natal para todos !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lembro-me, mas troco-as. A precisão deve-se ao facto de ter escrito num livrinho as melhores gracinhas :)
      Feliz Natal também para ti e todos os teus!

      Eliminar