22/07/2017

And that awkward moment # 34

em que estás a fazer uma compra na Ticketline, escolhes os lugares na piltra do costume preenches aquela balhanada toda à mão — nome, morada, telefone, medidas de busto, cintura e ancas, alcunha do vizinho — clicas "comprar" e o coiso ainda te quer impingir mais um seguro para os bilhetes, mas estás segura de que vais mesmo ao espectáculo e negas-te a mais uma despesa inútil, para isso não ias para a piltra escolhes o meio de pagamento entre três disponíveis — Paypal, cartão de crédito e MEO Wallet —, e aquilo borrega. Ligas para o apoio ao cliente, para finalizares a tua compra, e atende-te uma gravação, que te manda ligar para o 1820. Lá chegada, a menina que atende também deve estar cheia de calor, que chuta logo para o colega, e surge então ele, francamente contrariado. [E aquela sensação de ter interrompido alguma coisa?] Começas por lhe perguntar se a fila A é mais perto do palco ou da parede, e ele responde assim: "O alfabeto começa por A, portanto A é o princípio." Vá que isto te azeda um nico. No entanto, e apenas porque te encontras num momento zen e não acreditas no quanto a Humanidade consegue ser mal educada, lá lhe contas ao que vais, e ele abre a página da Ticketline. Confirma o que tu já sabes, que os lugares escolhidos estão indisponíveis, embora não pagos, e pede-te os dados todos, para preencher ele aquilo que tu já preencheste. Quando chega ao fim, o sistema encrava, e pede-te que repitas tudo. Repetes, com a paciência a esvair-se-te pelos poros a uma velocidade catastrófica, nomeadamente porque ele não entende a diferença entre um B e um D (e tens que dizer a bela expressão bê-de-bola N vezes). Ei-lo chegado à finalização da compra, quando te pede o mail (user) do Paypal. Perguntas então se, a seguir, te vai pedir a password, e ele diz que sim.
...
...
[Respiras fundo.]
...
...
- Mas é óbvio que eu não lhe vou dar a password da minha conta Paypal.
- Assim, não consigo fazer o pagamento pela senhora.
- Vou tentar explicar-lhe que o Paypal é um meio de pagamento online, e, por isso mesmo, naturalmente que não lhe forneço o acesso a esse meio.
- A senhora é que sabe se confia ou não.
- É claro que não confio. Diga-me só: para que é que serve o serviço?
- O serviço serve para apoiar o cliente, mas, se o cliente não colabora, não é possível dar esse apoio. 


16 comentários:

  1. Ahaha "se o cliente não colabora"... ou como diz o outro; "temos pena"🤣

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó pá, juro que às vezes penso que tenho voz de burra! :D

      Eliminar
  2. Anónimo23/7/17

    ? Tens de fazer um queixa dessa empresa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o 1820, apoio ao cliente da Ticketline, que deve ser um número genérico de apoio a tudo e mais alguma coisa ao fim de semana. Para mal dele, a chamada foi gravada, eles que se entendam com os cromos que metem no call center.

      Eliminar
  3. Anónimo23/7/17

    Não deste a password ao rapaz? Que desconfiada, LB! Qualquer pessoa sensata a cede a um desconhecido. Que se passa contigo? :)
    AL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, AL, tenho a PDM, vai-se a ver :D

      Eliminar
  4. A minha tinha-me logo virada no "O alfabeto começa por A, portanto A é o princípio.", LB...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A essa respondi "Vou fingir que não ouvi isso, para podermos continuar este diálogo". Está tudo gravado, espero que alguém ouça mesmo, Nê.

      Eliminar
    2. Ah, pronto! Já fico em paz. Pensei que te tinhas calado. :D

      Não usas o MBNET? Assim em compras que me parecem mais manhosas é o que faço...

      Eliminar
    3. Alguém calar-me... :)

      Os meios de pagamento eram aqueles 3, nem pensei em alternativas. Pelos vistos, confio nas coisas, mas não em (todas as) pessoas :)

      Eliminar
    4. LB, só voltei para te dizer que o tal do MBNet funciona em todos os sites que permitam cartões de crédito (de qualquer tipo, VISA, MasterCard...). Basicamente aquilo é um cartão de crédito virtual que, e aqui tens duas hipóteses, ou só é válido para uma única transacção, ou para uma única "loja". Faz-se num instante, e crias um cartão de crédito só mesmo para aquela compra. Fazes copy paste do número e código e está pronto. É muito simples. Se quiseres fazer outra compra pedes para gerar outro cartão. É automático e não está associado a nenhum cartão de crédito real, mas sim a um cartão multibanco.

      *NMPPI :D

      Eliminar
    5. E voltaste muito bem, Nê. Mi bló és tu bló.
      Obrigada! :)
      Não sei em que areias enfiei a cabeça estes anos todos, que há coisas que me escapam completamente. Não conhecia esse método, que, para além de seguro, evita mais um encontro telefónico com mais um Marco daqueles :)

      * somos isentas até ao fim! :D

      Eliminar
    6. (Ou pelo menos enquanto nos disseram que podemos ganhar aos 12€ por mês com o blogue... :DDD)

      Eliminar
    7. (Nessa altura, fazemos saldos e vendemos a alma ao diabo por 5 euros mensais mais IVA! :D)

      Eliminar
  5. Eu não percebo porque não lhe deste a pass, assim como, um par de estalos telefónico! Eu serei cliente da empresa que fornecer uma app que nos permita dar um piparote assim pelo ar, pelo fio, pelo wifi, whatever...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, porque ele já lá tinha os meus dados todos, e a seguir só faltava casarmos e sermos felizes para sempre :)
      Quando isso existir, têm-me! Isso e o mesmíssimo piparote nos peões que atravessam fora da passadeira em passeio domingueiro.

      Eliminar