20/10/2016

Eu tenho problemas com tudo # 16

Eu hoje venho para dizer mal, que isto de ser este poço de abnegação e ternura também é uma canseira e eu já não vou para nova, para me andar cá a exaurir por tudo e por nada.
O Prego da Peixaria de Alvalade.
Fiz a abordagem ao local e fiquei agradavelmente surpreendida. O espaço é uma coisa do outro mundo, literalmente: toda a decoração é vintage, anos 50's do século passado. A sala é lindíssima, está decorada por quem sabe, com iluminação a rigor, meio difusa, música ambiente um tom acima do necessário, mas boa, empregados jovens e eficientes, tudo muito snob-chic, un peut blasé, presque classé. 
Mas a comida.
A porra da comida.
Eu, como tenho a mania que sou original, quis provar algo de novo, dar às minhas papilas um prazer nunca antes almejado. E amandei-me ao hambúrguer de caranguejo. Achei giro. Hambúrguer. De caranguejo.
Então, chegou-me à mesa um prato do tamanho de um prato de sobremesa, com uma coisa lá em cima. Só a coisa, zero acompanhamentos. Tinha a aparência de um pequeno pão, do qual brotava um objecto de formato indefinido, panado. Tipo o dedo do ET-phone-home, sabem? Ai, que isto é novo, não vou fazer a figura de parola de espreitar para dentro do pãozinho, vai de lhe meter o dente. Entretanto, tinha mandado vir batata doce, imagine-se. Assim, logo na primeira mordedura, apercebi-me que o pãozito já havia estado congelado, e fora descongelado há muito pouco, pois que estava estaladiço a ponto de se desfazer — desintegrar, é mais correcto — a cada dentada das minhas. Lá dentro, a tal coisa disforme e panada, que era sei lá que parte do corpo de um caranguejo, sofrera igualmente um processo de congelação após panação e fritura, e posterior apressada e trágica descongelação, já que sabia um nico a frigorífico — que é aquele indefinido sabor que toda a gente conhece, apesar de, espero penso imagino acho julgo acredito eu, com todas as minhas frágeis forças, que nunca ninguém lambeu o frigorífico. Ou seja, sabia a tudo, menos a caranguejo. A batata doce, por sua vez, havia andado pela mesma frigideira, antes de levar o entalão -18º,  + 200º, num espaço de tempo de, vá, quinze minutos. Tudo muito saudável, portanto.
É só para dizer que não volto lá, a menos que seja para beber um copo rápido, que aquilo fecha à meia-noite, e deliciar-me com a sala.
Já disse que a sala vale a visita? Não dá é para comer. Tipo tomar uma refeição. Mastigar, e assim.

21 comentários:

  1. Fico tão danada quando a comida não presta :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem acabei o "prato", não fora sair de lá o ET aos guinchos :P

      Eliminar
    2. Ahaha :D quanto mais não vale a comidinha da Mãe! :D

      Eliminar
    3. Hey ney, isso do ":P" tem direitos de autor :P

      Eliminar
  2. Então é um bom exemplo de a forma a sobrepor-se ao conteúdo...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Do único restaurante que conheço que vale por tudo, menos pela comida...

      :)

      Eliminar
  3. E ninguém quis saber porque não acabaste? Assim, a modos que a mostrar interesse que o cliente volte, coisa e tal?

    Se bem que, eu nunca fico à espera que me perguntem, se pago exijo, com respeito mas com determinação e se não me respondem de forma a eu aceitar a justificação, livrinho de capa vermelha que foi feito exactamente, para ser usado.

    Uma carrada de fome em resumo, tá visto :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Blasés, na maior... talvez estejam habituados. Não acredito que alguém trague aquele bocado de ET mal descongelado até ao fim.

      Eu já me cansei de escrever em livros de reclamações e receber a resposta chapa 1 passados meses, que sim, que sim.

      Nem pedi sobremesa, não me mandassem baba de camelo para a mesa — mesmo verdadeira! :D

      Eliminar
    2. ahahahahah

      Não há dúvida que há por aí muita gente a abrir espaços lindos, cuja comida é muito feia. Talvez por isso mesmo se mantenham abertos pouco tempo.

      Melhor sorte para a próxima


      Eliminar
    3. Eu prefiro comer rodeada de pipas e cheiro a tintol, mas que me sirvam comida de comer, do que estar naquele museu a roer as unhas ao ET :)

      Vou tentar ser mais criteriosa. (Onde não vir pipas...)

      Eliminar
    4. Gostava de um dia ser convidada a jantar em sua casa, Linda Blue, pois lá é que se deve come bem!!!

      Eliminar
    5. Por acaso, não. Come-se pessimamente. Cada um tem uma mania. Na verdade, depenica-se. E nunca temos convidados, porque já somos imensos!!!

      Eliminar
  4. E agora pergunto eu: se tu foste ao Prego da Peixaria de Alvalade deve ser algo muito muito muito novo, porque eu só tenho conhecimento de 3 e nenhum deles em Alvalde. Estarei certo? :P

    PS: O do Saldanha é muito bom, já lá fui várias vezes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, wait, avenida da Igreja é... Santa Maria dos Olivais...? :P

      (Péssimo!)

      Eliminar
  5. Confesso que nunca lá fui, e pela experiência que aqui li não me parece que me sinta muito tentada neste momento.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha experiência foi abaixo de má, mas há quem goste... fico sem saber.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Linda, o conceito do sítio sbob-chique-vintage-todo xpto, deve ser: "os olhos também comem", não engorda e fica mais barato, pois da próxima vez, vais só lavar as vistas, certo? tu é que sabes!
    Beijinhos,
    Mia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, Mia. Espero que os meus olhos saibam comer com algum requinte, apenas depenicando (mesmo em se tratando apenas da decoração da sala). Com a sorte com que eu ando, ainda engordo dos olhos. E depois lá tenho que ir para o ginásio fazer pesos.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. À tua (certeira) apreciação do dito restaurante e com a qual não podia concordar mais, só tenho a acrescentar que vale também uma ida ao w.c uma vez que está tão giro e bem decorado como a sala :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também lá fui, porque me pareceu que valia a espreitadela, e que maravilha! A banheira/lavatório é mais antiga do que o resto, mas tudo lindo de morrer :)

      Eliminar