26/01/2014

Granda golpada

Grande filme, grandessíssimos actores, ainda por cima só gente gira. Já não chegava o elencão da coisa para ainda nos salpicarem com o Robert de Niro. Não se faz.


E o filme até podia não valer nada, que só pela banda sonora já valia a pena ter pago o bilhete. Muito em particular por estas duas:

 

20 comentários:

  1. Ainda não vi, mas ando curiosa :)

    ResponderEliminar
  2. Queres o resto da OST? Tenho aqui todas as 26 muísecas... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que eu deixo... :)

      Eliminar
    2. Manda um email com o pedido para o email do meu perfil e eu respondo com as múisecas ;)

      Eliminar
    3. Obrigada. Mas isso põe-me a caixa a estoirar e acho que consigo sacá-las do Songr ;)

      Eliminar
    4. Então toma lá a lista...

      Jeep's Blues - Duke Ellington
      A Horse with No Name - America
      Dirty Work - Steely Dan
      Does Anybody Really Know What Time It Is? - Chicago
      Blue Moon - Oscar Peterson
      I've Got Your Number - Jack Jones
      The Coffee Song (They've Got an Awful Lot of Coffee In Brazil) - Frank Sinatra & Axel Stordahl
      Straight, No Chaser - Thelonious Monk & Gerry Mulligan
      Stream of Stars - Jeff Lynne
      It's De-Lovely - Ella Fitzgerald
      I Saw the Light - Todd Rundgren
      I Feel Love - Donna Summer
      Don't Leave Me This Way - Harold Melvin & The Blue Notes
      Delilah - Tom Jones & Les Reed
      Goodbye Yellow Brick Road - Elton John
      Papa Was a Rollin\' Stone - The Temptations
      Evil Ways - Santana
      White Rabbit - Mayssa Karaa
      How Can You Mend a Broken Heart - Bee Gees
      To the Station - Evan Lurie
      Live and Let Die - Wings
      Long Black Road - Electric Light Orchestra
      The Jean Genie - David Bowie
      10538 Overture - Electric Light Orchestra
      Live to Live - Chris Stills
      La chatte à la Satie - Piero Piccioni

      Eliminar
  3. Mesmo que o filme não valesse a pena (o que não foi o caso) a banda sonora já compensava de facto! O último filme em que tinha sentido isso a Linda Porca também deve ter gostado, ou não estivesse por lá o Riam Groslin, de seu nome Drive.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquelas duas que postei instalaram-se no meu mp3 (eu sei, eu sei...) e já de lá não saíram. Ouço em repeat :)

      Adoro o Drive. Mesmo, independentemente (se é que consigo dissociar) da presença do menino.

      Beijos

      Eliminar
    2. É filme de culto para mim. Adoro. Ele, ela, a relação deles, os maus, o coxo, os carros, as músicas, tudo! Já o vi umas 5 vezes.

      Beijos

      Eliminar
    3. Não estás a confundir com o "Blue Valentine"?
      Eu adoro os dois, e acho que não tem a ver com a presença do Ryanzinho...
      São filmes doentes, mas super-envolventes, um e outro.

      Beijos

      Eliminar
    4. Naaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

      https://www.youtube.com/watch?v=CWX34ShfcsE

      Beijos

      Eliminar
    5. OK, mas os filmes equivalem-se.
      Eu vi uns 12 filmes com ele em 9 dias, por isso meto uns nos outros.
      Mas estava avisada quanto à violência do Drive e adorei na mesma.

      Beijos

      Eliminar
    6. Eu não vi esse, mas o Drive é o Drive!!! :-P

      Beijos

      Eliminar
    7. É mais filme de culto, mas vê também o Blue Valentine. Tão doente quanto o Drive, mas, para quem aguenta, quase tão bom.

      Beijos

      Eliminar
    8. :-) Ok, obrigado pela dica!!!

      Beijos

      Eliminar
    9. :) Ora essa.

      Beijos

      Eliminar
    10. E agora sou eu que digo...vou ali e já volto! :-P

      Beijos

      Eliminar