23/07/2018

Santa Ana, cabeleireira # 2

E eis que é chegada a hora em que Santa Ana, a minha responsável capilar, comete, se não um pecado, pelo menos um engano, embora desculpável, sobre a minha cabeleira.
Pois então que, farta de andar em modo espanador-de-penas, que esta estação do ano, seja lá ela qual for, não favorece nem ajuda, desloquei-me ao local de trabalho de Santa e disse "Corte", parecia mesmo um realizador de cinema, mas em chique. No final da operação, ainda eu no recobro, e talvez por isso, não me apercebi da assimetria em que ficara a minha cabeça, ou seja, em números redondos, do facto de um dos lados ter ficado mais comprido do que o outro. 
(Logo eu, que só de entrar na Desigual*, nomeadamente na do Freeport - que é redonda!, será por isso? - fico imediatamente enjoada, quanto mais se usasse aquelas peças errr... desiguais? É que aquilo tudo me provoca o TOC da arrumação, a gana de pegar numa tesoura e acertar as pontas mais compridas às peças. Ah, e é tudo, basicamente, horrível.)
E agora ela foi de férias. 
Não, eu não vou lá ao salão reclamar do trabalho da minha Santa pelas costas dela. Para além de eu ser muito vertical, não esqueceis que ela tem a faca e o queijo na mão, designadamente a faca, e bastante perto da minha cabeça. 
As soluções que se me apresentam são outras:
1. Passo a andar com a cabeça de ladecos, para não se notar a diferença;
2. Uso um enrolador de cabelos só do lado maior, para compensar;
3. Ponho um estimulante de crescimento capilar só no lado mais curto;
4. Muno-me da tesoura especial corte de cabelos que possuo, e acerto eu, correndo o risco de acertar demais, depois ter que compensar do outro lado, e assim sucessiva e dramaticamente até ao apocalipse. Ou até ao eclipse, ou lá o que é. À elipse;
5. Defeco no assunto, espero que Santa me regresse de férias já com a cabeça fora de água, e tomo um calmante diário até lá. (É que, parecendo que não, elas não matam, mas moem, como diria a minha sogra.)


* ninguém me paga para me calar


9 comentários:

  1. Acho que a opção nº 2 não está mal pensada :P

    Que chatice, pá...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que não imaginas o desequilíbrio mental que isto me anda a provocar :D

      Eliminar
  2. Um rabo de cavalo e a opção 5.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda ponderei, Be, mas no momento seria mais um pincel esborrachado!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Não vejo nada!!! Exagerada!!!

    Beijocas gordas, Lindinha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É porque me fotografei em obediência à solução 1. O lado direito está mais comprido do que o esquerdo :D

      Beijocas dessas também, Mary :)

      Eliminar